Parabéns a Terra da Barragem!

Ligado . Publicado em Artigos

@ Editorial

Parabéns a Terra da Barragem!

Logo jornal A Notícia do ValeCidade devia ser como as pessoas, senão, até melhores! Se cada vez ao completar idade nova pudesse refletir sobre seus atos de vida, alguma mudança, novos planos, autocrítica, crescimento. Mas como, se nem as pessoas são assim? Deviam ser, mas na maioria das vezes não são!

E cidade não é gente, depende da gente! Das nossas atitudes; de nosso zelo; de nossa atenção; de nossa vida, a partir de nossas escolhas, projetos de sustentabilidade financeira, social, política, cultural, socioambiental, entre tantos outros projetos, que se dependesse exclusivamente de uma teoria de abstração, fábula, encantamento, a própria cidade se sustentava, se administrava, se completaria por si só!

Claro, não é só Sobradinho a cidade em questão, embora seja a aniversariante de fevereiro, entre as cidades do Vale. Dirigimos-nos a todas as cidades, até porque nossas cidades sem auto sustentabilidade, e sem gestores capazes de administrá-las como elas merecem se afundam em dívidas, em problemas socioeconômicos e estruturais, e uma demanda de serviços à população que na verdade não atende aos principais interesses do povo sofrido do Vale do São Francisco.

Sobradinho tem nome mínimo, pequenino, mas é grande a sua atuação política, assim como é grande o seu potencial turístico, atraindo milhares de visitantes de várias cidades do Vale, e de outras localidades, e por ter aqui uma das maiores hidroelétricas do país, a CHESF – Companhia Hidro Elétrica do São Francisco, e a “Barragem de Sobradinho”, tendo um lago artificial que é considerado o 2º maior do mundo em volume de água (espelho d’água).

E por estas e outras condições favoráveis ao turismo, ao ecoturismo e ao enoturismo, é que Sobradinho é uma terra privilegiada, e embora ainda nova, apenas 28 anos, se destaca entre as cidades do Vale. Seu potencial agrícola, de piscicultura, de aventuras, mostra uma cidade com capacidade de crescimento regional mantendo seus atrativos turísticos com responsabilidade e sustentabilidade.

Considerada “Terra da Barragem” porque foi a partir de sua construção que nasceu e se desenvolveu cada vila onde repousavam os trabalhadores daquela ousada construção - a barragem - hoje orgulho turístico da cidade. Sua emancipação foi mais que necessária e daí em diante seu crescimento político-social-econômico, que a colocou no cenário baiano e nacional como uma das cidades de grandes possibilidades e de futuro promissor.

Celebramos os seus quase 30 anos com a mesma euforia de quando se emancipou, e mesmo que seu nome seja um sobrado pequeno, como se lembrasse um livro de infância, o carinho de seu povo, por ti Sobradinho, não é apenas uma rima, é uma realidade, uma verdade, e se nota todos os dias pela cidade! Esta rima é nossa, assim como é nossa a gratidão!

           

PARABÉNS!

  

             

 

 

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar