Realizada pesquisa histórica em Casa Nova...

Publicado em Casa Nova

barragemsobradinhochesf1...para levantamento da dívida dos atingidos por barragens.

Na memória dos moradores de Casa Nova e região sempre estará presente a construção da Barragem de Sobradinho, na década de 70. Famílias expulsas de suas casas sem ter pra onde ir, filhos e filhas indo embora, agricultores sem suas roças e criação, pescadores com um rio sem peixes e sem vida. Na época, 70 mil pessoas foram deslocadas de suas casas, estima-se que mais de 150 mil vidas tenham sido atingidas com a chegada da hidrelétrica. Esse cenário assombrou as sete cidades atingidas pela Barragem. E ainda assombra.

“Após 40 anos da construção da Barragem famílias ainda estão separadas, mulheres ainda sofrem de falta de sua comunidade, homens de suas terras. Essa é a realidade que encontramos conversando com os moradores de Casa Nova no nosso trabalho”, emociona-se Maíra Gomes, pesquisadora.

Junto com outros 35 companheiros, ela realiza uma pesquisa em toda a região atingida para fazer um levantamento dessa dívida que a Chesf e o Estado têm com os atingidos, dívida essa que é econômica, mas também social e cultural. “É inadmissível que os atingidos tenham sido retirados para a geração de energia e até agora o município de Casa Nova tenha grande parte de suas comunidades no escuro”, indigna-se.

Por meio de levantamento de dados, aplicação de questionários e realização de entrevistas em Casa Nova e nos outros municípios, o trabalho busca entender a realidade dos municípios e condições de vida e trabalho na região.

A pesquisa não é um "auditoria social", em que se busca identificar danos de cada uma das famílias atingidas, mas sim um estudo dos aspectos coletivos desta dívida social. O resultado será um Relatório que deve apontar as necessidades de políticas sociais no município, que garantam aos cidadãos o acesso a água, energia, saúde, transporte e educação.

O trabalho está sendo realizado pelo IPEA-Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada, em parceria com o Movimento dos Atingidos por Barragens-MAB. O Diagnóstico Social Econômico e Cultural dos Atingidos por Barragens é resultado de muitos anos de mobilização de atingidos de todo o país organizados no MAB é a primeira vez que se houve falar em uma iniciativa desse tipo em todo o mundo.

Participação da população

A equipe de pesquisadores irá realizar visitas em cerca de mil domicílios de Casa Nova até o fim de novembro. A pesquisadora Maíra explica que é aplicado um questionário em cada casa, com perguntas parecidas com as realizadas pelo IBGE, sobre as características do domicílio, avaliação dos moradores da situação da saúde, educação e transporte e condições de trabalho, além de questões sobre a Barragem de Sobradinho.

“São perguntas simples que qualquer morador de Casa Nova pode responder. Nossa equipe é treinada para realizar o questionário com agilidade e descrição”, reforça a pesquisadora. Ela informa que a equipe vêm tendo dificuldade em ser recebida nos domicílios, principalmente na cidade, e pede o apoio dos casanovenses.“Sabemos dos riscos de segurança nos dias de hoje, que nós também andando pelas ruas estamos correndo. Por isso mesmo pedimos o apoio da população e a compreensão na importância da realização dessa pesquisa no município”, reafirma. 

Até o dia 30 de novembro a equipe visita as seguintes comunidades:

INTERIOR

Açude de Pedra, Barra dos Barnabés, Bem Bom, Junco, Lago, Lagoas Novas, Localidade de Jardim, Luiz Viana, Melancia de Baixo, Mosquito, Olho D´água, Palmeira, Pau a Pique, Recreio, Riacho do Sobrado, Riacho Grande, Santana do Sobrado, Sítio Umbuzeiro, Sítio Veredão, Tiririca.

BAIRROS

Borges, Zé Totonha, Gilson Viana, São José, Vila Azul, Vila Papelão e Vila São Jerônimo.      

A Barragem de Sobradinho

A Usina Hidrelétrica de Sobradinho está localizada no município de mesmo nome, a aproximadamente 50km da cidade de Juazeiro (BA), no rio São Francisco. Sua construção, no final da década de 1970, gerou o Lago de Sobradinho, um dos maiores lagos artificiais do mundo, com 4.214 Km².

Foram seis anos de obras e a inundação de terras em sete municípios: Casa Nova, Sento Sé, Pilão Arcado e Remanso, que tiveram as suas sedes transferidas e foram bastante afetados; e mais Juazeiro, Xique-Xique, Barra e Itaguassu, que sofreram menor impacto.

A construção da Barragem de Sobradinho é uma das maiores transposições de cidades e famílias da história do Brasil. Em sua inauguração, no ano de 1979, mais de 70 mil pessoas foram afetadas. Cerca de 80% dos atingidos eram camponeses que abasteciam o mercado regional. Assim, estima-se que os atingidos pela Barragem de Sobradinho são mais de 200 mil atualmente.

Ascom MAB

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar