Servidores municipais participam de treinamento para utilização do eSocial

Ligado . Publicado em Juazeiro

thumbnail IMG 20170929 185759917A partir de janeiro de 2018 a utilização do Sistema de Escrituração Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas (eSocial) será obrigatória em todas as empresas e órgãos públicos. Preparando o município para essa mudança, a Escola de Gestão Pública de Juazeiro (EGESP) iniciou a capacitação dos servidores municipais de diversas secretarias que estão diretamente ligados à utilização do Sistema.

Até a próxima segunda-feira (2/10), servidores das secretarias de Gestão de Pessoas, Finanças, Saúde e Administração irão participar das atividades do curso, ministrado pelo consultor Fábio Hek. “O eSocial é uma nova maneira de registrar as informações trabalhistas e previdenciária, e serve tanto para empresas privadas como órgãos públicos. Aqui, nós estamos discutindo o eSocial, seus impactos, as mudanças que ele traz, o cronograma e plano de ação para implantação, além da questão da qualificação cadastral”, explicou o consultor.

A secretária de Gestão de Pessoas, Angelita Carvalho, reforçou a importância de capacitar os servidores para a chegada do novo sistema. “Com a mudança, informações que estão distribuídas, atualmente, em 15 sistemas diferentes, passam a ser registradas apenas no eSocial, criando uma base de dados unificada para o envio de informações ao Governo Federal. Isso representa uma mudança significativa no modo como trabalhamos hoje e os servidores precisam estar qualificados para essa nova realidade”, frisou a gestora, lembrando que o papel da EGESP é viabilizar essa formação.

Diretor de recursos humanos da Secretaria Municipal de Saúde, Flávio Mesquita, agradeceu a EGESP pela iniciativa. “Para nós, servidores, é muito gratificante saber que o prefeito e a EGESP estão atentos às nossas necessidades e preocupados com a nossa formação. O conhecimento que estamos adquirindo aqui é essencial para todos nós que trabalhamos com gestão de pessoas e eu me sinto privilegiado em poder fazer esse curso gratuitamente”, disse Flávio.