Foliões invadem a avenida na terceira noite do carnaval de Juazeiro

Ligado . Publicado em Juazeiro

Circuito ISangalo 3º dia 28O último dia do carnaval antecipado de Juazeiro no Polo Ivete Sangalo (Adolfo Viana/Orla 1) foi marcado pela irreverência e grande público. No final da tarde deste domingo (28), o circuito estava tomado de famílias, crianças fantasiadas e brincando ao longo da Avenida, e vários grupos de jovens dançando diferentes estilos musicais.

A crediarista Jéssica da Silva Oliveira levou a família inteira para o circuito. “Estou acompanhada pelo meu marido, filho, irmão, cunhada e sobrinha, o carnaval está tranquilo, com bastante segurança, é possível trazer a família, inclusive crianças, para cair na folia” afirmou Jéssica. Questionada sobre qual a atração tinha vindo prestigiar, a foliã foi direta: “Viemos para curtir o show de Gabriel Diniz”, disse Jéssica.

A primeira banda a entrar no circuito foi a Pagodança, que aqueceu o público e em seguida foi a vez dos Amadores Profissionais levar muito rock para a Avenida com o guitarrista Edésio César e a cantora Andrezza Santos. Como carnaval é mistura de ritmos, não podia faltar o tradicional forró, por isso, Targino Gondim, fez o público dançar ao som da sua sanfona.

Já era noite quando o irreverente bloco “Vou de Kombi” entrou no circuito ao som do DJ Ruan Vitor, que agitou os foliões. Depois veio o bloco “Tequila” e a Rural Elétrica com João Sereno.  

O bloco “Afoxé Filhos de Zaze”, uma junção dos terreiros Ilê Axé Ayráonyndanco e Ilê Axé Omincaiode, dos bairros Quidé e Palmares, foi um dos destaques da noite. Completando sete anos de resistência negra, o bloco levou cores e muita dança para a Avenida. Depois foi a vez do cantor Lenno, que levou o seu romantismo para o Circuito.

Ainda passaram pela Avenida, as bandas Attooxxá, EdCity, Cris Mel, New Bis e Duplo Swing, e claro, a principal e mais esperada atração da noite, não apenas por Jéssica, mas por todos os foliões que foram até o Polo Ivete Sangalo: o sertanejo Gabriel Diniz, o famoso GD, que levantou e arrastou os foliões atrás do seu trio.

Mas, carnaval não é só festa, também é sinônimo de trabalho. O ambulante Domingos Cruz Filho, trabalha há 20 anos como ambulante nos carnavais de Juazeiro. Muito comunicativo e animado, Domingos disse que tem estratégia para atrair os clientes. “Ter produtos diversificados e de qualidade é o mais importante, em segundo lugar é preciso animação a noite inteira para se destacar entre os demais vendedores”, ressalta.

Sobre o carnaval 2018, Domingos disse que está satisfeito. “As vendas estão boas e é preciso ressaltar a segurança, esse carnaval foi mais tranquilo dos que nos anos anteriores. Outro ponto pra destacar é a limpeza do circuito esse ano, a Prefeitura está de parabéns”, afirmou.

Irislane Pacheco/foto divulgação