Músicas dos antigos carnavais foram tocadas no Polo Manuca Almeida

Ligado . Publicado em Juazeiro

Polo MAlmeida 30 CópiaO palco multicultural do Polo Manuca Almeida (Rua da 28 de Setembro) trouxe para o último dia do carnaval antecipado de Juazeiro, o saudosismo dos antigos carnavais. A primeira atração foi o Samba de Véio do Rodeadouro, em seguida, a Orquestra Sapupara realizou um bailinho infantil com marchinhas de carnaval. As crianças, todas fantasiadas e com adereços, dançaram e acompanharam a orquestra ao longo do Polo.   

Carla Teles de Assis Rodrigues, mãe da Caline, levou a filha para curtir o bailinho fantasiada de ‘Palhacinha do Amor’. “É um momento para as crianças curtirem e já pegarem gosto pela folia. Minha filha está adorando”, afirmou Carla.

Em seguida foi a vez da banda Dubaia, que fez homenagem ao cantor, poeta e compositor, Manuca Almeida, que esse ano passou a dar nome ao circuito da Rua da 28 de Setembro, cujo objetivo é divulgar os artistas locais, mostrando toda a versatilidade e autenticidade do melhor da música regional.

A quarta atração foi o Bailinho de Quinta, banda de Salvador com repertório de marchinhas de carnaval. O público, formado por pessoas de todas as idades, dançou e vibrou, relembrando os antigos carnavais.

A gerente comercial, Dione Paixão, era uma das mais empolgadas. “Amei as atrações desse palco, me resgatou muitas memórias positivas. É desse tipo de carnaval que a gente precisa. Energia maravilhosa, não tem como não curtir”, ressaltou Dione.

E encerrando o carnaval no palco multicultural, o poeta cantador, Flávio Leandro, fechou a noite fazendo o público dançar. Durante a apresentação do forrozeiro, houve mais uma homenagem a Manuca Almeida. Os dois netos do cantor, falecido no ano passado, subiram ao palco e recitaram a música “Um pouco mais de fé”, de autoria do avô e o momento arrancou muitos aplausos do público. 

Irislane Pacheco/Foto: Divulgação

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar