Van que levava dez professores capota e deixa um morto

Escrito por Luiz Washington . Publicado em Outras cidades

PN 01F2H1G51G5NGNGHNGServidora do Ifba de Paulo Afonso morre e outros seis ficam feridos em acidente com Van em São Sebastião do Passé (BA).

Uma van que transportava passageiros do IFBA campus Paulo Afonso capotou no Km-576 da BR-324, em São Sebastião do Passé, interior da Bahia.

O acidente aconteceu por volta das 13h30 deste domingo (26), Informou o Grupamento Aéreo da Polícia Militar (Graer). O veículo transportava 11 pessoas, no sentido Salvador/Feira de Santana.

Testemunhas no local afirmaram que o acidente teria sido causado por um caminhão que teria “fechado” a van, causando o acidente.

Dez professores do IFBA que estavam no veículo foram socorridos por ambulâncias do SAMU foram levadas para hospitais da região. No entanto, uma das passageiras, Francineide de Sá, diretora de administração do IFBA Campus Paulo Afonso, devido a gravidade dos ferimentos acabou falecendo no local.

As informações são do Chico sabe tudo.Foto; Divulgação

Projeto Mais Grafite chega à sede da Ronda Maria da Penha

Escrito por Luiz Washington . Publicado em Outras cidades

thumbnail CamilaSouzaGOVBA8Neste sábado (25), Dia Internacional da Não-Violência contra as Mulheres, a Operação Ronda Maria da Penha se uniu ao Mais Grafite, projeto da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social do Estado (SJDHDS), desenvolvido em escolas e espaços público como parte do programa Pacto Pela Vida. Mulheres com medidas protetivas participaram de ‘Oficina de Grafitti’, durante a manhã e tarde, e coloriram o muro da sede da instituição, no bairro de Periperi, no Subúrbio Ferroviário de Salvador, a fim de chamar a atenção para a data e importância do tema.

“A arte é um elemento de transformação. Essa mulher pega o que até então estava apagado, morto, e, através da arte colorir, faz renascer. Eu penso que é isso que hoje essas mulheres estão fazendo aqui. Transformando esses muros como elas transformaram as vidas delas, denunciando e sendo contra a violência”, declarou a comandante da Operação Ronda Maria da Penha, major Denice Santiago.

O painel foi formado por mensagens de incentivo, palavras de força, flores e imagens femininas. “É uma ampliação muito importante do Mais Grafite, hoje se integrando à Operação da Ronda Maria da Penha, e, a partir daí, neste Dia Internacional da Não-Violência contra as Mulheres, a gente expandir, o que antes era só para os alunos do colégio, para comunidade”, afirmou o titular da SJDHDS, Carlos Martins.

A ação marca o início das atividades dos ‘16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres’ da Polícia Militar da Bahia (PMBA). A campanha é uma mobilização anual praticada simultaneamente por diversos atores da sociedade civil e poderes públicos. Na Bahia, há um aumento para 21 dias, em decorrência da inserção do Dia da Consciência Negra.

Neste sábado , além da ‘Oficina de Grafitti’, teve Bazar das Marias,  com participação de 20 alunas da rede estadual de ensino que já participaram das oficinas do ‘Mais Grafite’, e a apresentação do projeto ‘Primeiro Som ‘, da Base Comunitária de Segurança (BCS) Rio Sena, no subúrbio.

Neste sábado (25), Dia Internacional da Não-Violência contra as Mulheres, a Operação Ronda Maria da Penha se uniu ao Mais Grafite, projeto da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social do Estado (SJDHDS), desenvolvido em escolas e espaços público como parte do programa Pacto Pela Vida. Mulheres com medidas protetivas participaram de ‘Oficina de Grafitti’, durante a manhã e tarde, e coloriram o muro da sede da instituição, no bairro de Periperi, no Subúrbio Ferroviário de Salvador, a fim de chamar a atenção para a data e importância do tema.

“A arte é um elemento de transformação. Essa mulher pega o que até então estava apagado, morto, e, através da arte colorir, faz renascer. Eu penso que é isso que hoje essas mulheres estão fazendo aqui. Transformando esses muros como elas transformaram as vidas delas, denunciando e sendo contra a violência”, declarou a comandante da Operação Ronda Maria da Penha, major Denice Santiago.

O painel foi formado por mensagens de incentivo, palavras de força, flores e imagens femininas. “É uma ampliação muito importante do Mais Grafite, hoje se integrando à Operação da Ronda Maria da Penha, e, a partir daí, neste Dia Internacional da Não-Violência contra as Mulheres, a gente expandir, o que antes era só para os alunos do colégio, para comunidade”, afirmou o titular da SJDHDS, Carlos Martins.

A ação marca o início das atividades dos ‘16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres’ da Polícia Militar da Bahia (PMBA). A campanha é uma mobilização anual praticada simultaneamente por diversos atores da sociedade civil e poderes públicos. Na Bahia, há um aumento para 21 dias, em decorrência da inserção do Dia da Consciência Negra.

Neste sábado , além da ‘Oficina de Grafitti’, teve Bazar das Marias, participação de 20 alunas da rede estadual de ensino que já participaram das oficinas do ‘Mais Grafite’ e a apresentação do projeto ‘Primeiro Som ‘, da Base Comunitária de Segurança (BCS) Rio Sena, no subúrbio.

 


Foto: Camila Souza/GOVBA

Secom

Em Caruaru, lei municipal garante segurança para mulheres que utilizam o transporte público

Escrito por Luiz Washington . Publicado em Outras cidades

RAQUELALEPEFoi sancionada, pela prefeita Raquel Lyra (PSDB), a lei municipal que garante o embarque e desembarque de mulheres de qualquer transporte público caruaruense fora da parada obrigatória, a partir das 20h.

Neste sábado (25) uma equipe da Secretaria de Políticas para Mulheres (SPM) realizou panfletagem nos principais pontos da cidade, com o objetivo de informar as mulheres sobre a nova lei. “O motorista não pode se recusar a atender à solicitação”, garantiu a secretária de Polícias para Mulheres, Perpétua Dantas.

Até o dia 17 deste mês, 242 pessoas foram assassinadas em Caruaru. Durante todo o ano passado, foram registrados 225 homicídios.

 

Foto> Divulgação

Rui autoriza recuperação de 83 quilômetros de rodovia em Tanque Novo

Escrito por Luiz Washington . Publicado em Outras cidades

thumbnail ManuDiasGOVBA1Há 22 anos, o casal de professores Sinvaldo Lopes e Eliene Pereira, que mora em Igaporã, passa pela BA-156 para dar aulas em um povoado da zona rural de Caetité. A rotina do casal vai ser facilitada com a recuperação da rodovia, autorizada pelo governador Rui Costa, neste sábado (25), no município de Tanque Novo, no sudoeste. 

No total, serão asfaltados 83 quilômetros, desde o entroncamento da BA-152, em Caturama, passando por Botuporã e Tanque Novo, até o entroncamento da BR-430, em Igaporã. A obra irá beneficiar aproximadamente 300 mil pessoas.

Rui comentou sobre a importância do investimento. “Nós estamos assinando a ordem de serviço, estamos anunciando R$ 13 milhões para, eu diria, refazer a estrada, já que em alguns trechos o asfalto nem existe mais. Essa é uma estrada de passagem e interligação de vários municípios, e nós vamos, com muito esforço, superando as dificuldades que o Brasil passa”.

Acompanhando o governador no ato, o secretário estadual de Infrae

strutura, Marcus Cavalcanti, afirmou que esta é a “primeira leva das obras com empréstimo do Banco Mundial”. Mais de 500 quilômetros de rodovia passarão por recuperação.  Ele enfatizou que a rodovia  está com um trecho de quase 40 quilômetros sem asfalto. “É uma rodovia importante, que interliga desde Itambé, passando por  Vitória da Conquista, Brumado, até 

Oliveira dos Brejinhos, e agora fazendo integração também com a rodovia que passa em Guanambi até Bom Jesus da  Lapa".

 

O professor Sinvaldo disse que a população aguarda a obra com alegria. “Eu percorro diariamente cerca de 50 quilômetros para trabalhar. Antigamente, eu fazia esse trecho em até 20 minutos. Hoje, com a estrada do jeito que está, não demoro menos de 40 minutos”, 

Antônio Ferreira é motorista de caminhão e faz transporte de mercadorias na região. “Eu trago todo tipo de coisa, material escolar, tecido. Como trabalho em uma transportadora, o pessoal faz a compra, a empresa manda entregar. Há sete anos que eu rodo aqui. Tem semana que eu passo seis vezes nesta estrada, três para ir, três para voltar. O carro já quebrou, já quebrou a mola, fura o pneu. Agora, quando consertar, vai ficar muito bom. É o que a gente estava esperando”.

Pedidos da comunidade

As ações de convivência com a seca também serão reforçadas na região de Tanque Novo, de acordo com Rui Costa, a pedido da prefeitura e dos moradores. “Nosso objetivo é levar água de qualidade para todos os baianos. Uma população que bebe água de qualidade é mais saudável". 

O governador afirmou que, nesta segunda-feira [27], vai liberar os pedidos de poços para região que estão na  Companhia de Engenharia Hídrica e Saneamento da Bahia (Cerb), vinculada à Secretaria de Infraestrutura Hídrica e Saneamento (Sihs), com a ajuda dos deputados. 

"E tem um pedido também para reforçar a adutora que traz água para cá. Vou ver se tem um projeto pronto. Mas nós vamos, sim, reforçar a adutora que vem de Paramirim para abastecer melhor não só a sede da cidade, mas todas as comunidades que estiverem no caminho”, enfatizou Rui.

O governador também atendeu a um pedido voltado para a cultura. “O que transforma a vida do ser humano, a vida das pessoas é a educação e a cultura. Então, me pediram o apoio para a montagem de uma fanfarra aqui no município de Tanque Novo, com a doação dos instrumentos. Eu já falei que podem procurar o secretário Carlos Martins, da Secretaria da Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social, que eu vou doar esses instrumentos”.

Alerta sobre uso de motocicletas

Sobre a recuperação da rodovia, Rui destacou ainda que a estrada boa também traz riscos, principalmente para os usuários de motocicleta. “É preciso ter cuidado, principalmente com o asfalto novo, onde as pessoas se empolgam e acabam dirigindo em velocidade excessiva". 

As motos, segundo o governador, "viraram uma epidemia, que está matando e deixando pessoas sequeladas mais do que qualquer doença no Brasil. A maior parte dos leitos de UTI da Bahia está ocupada por acidentes de moto. Na saúde pública, o prejuízo é grande porque o acidente de moto custa caro para o governo e impede que a gente faça outras cirurgias importantes, pois são necessárias vagas na UTI, que estão ocupadas por quem se acidentou de moto. Então, o nosso pedido é que as pessoas tomem cuidado, pilotem com responsabilidade e usem os equipamentos de proteção, como capacete”.

Secom/Foto: Manu Dias/GOVBA 

AL-BA realizou Sessão Especial para recordar os 120 anos do fim da Guerra de Canudos

Escrito por Luiz Washington . Publicado em Outras cidades

acanudos crop1O plenário da Assembleia Legislativa da Bahia, realizou hoje à tarde uma Sessão Especial que recordou os 120 anos do fim da Guerra de Canudos. A cerimônia foi proposta pelos deputados estaduais Rosemberg Pinto e Fátima Nunes, ambos do PT.

A Guerra de Canudos é tido como um dos mais importantes vultos da história do Brasil e ocorreu no interior da Bahia entre os anos de 1896 e 1897. Canudos, no sertão baiano, localizado a cerca de 400 km de Salvador, originou de uma pequena aldeia durante o século 18, às margens do rio Vaza-Barris, mas só cresceu após a chegada do beato Antônio Conselheiro, no ano de 1893. Em pouco tempo, a localidade, que passou a receber desabrigados do sertão e vítimas da seca contava com uma população de cerca de 25 mil habitantes.

Antônio Vicente Mendes Maciel ou Antônio Conselheiro foi um líder religioso e social, nasceu em 13 de março de 1830 na cidade de Quixeramobim, no Ceará, e morreu em 22 de setembro de 1897, em Canudos, considerado como um revolucionário, agitador pelas autoridades locais.

Sob a liderança de Conselheiro, Canudos passou a incomodar as autoridades religiosas e políticas da região. Em novembro de 1896, uma tropa de soldados da polícia baiana atacou os seguidores do beato, mas acabaram derrotados. A guerra chega ao fim quando 12 mil soldados de 17 regiões do Brasil realizam o que é considerado por muitos como o maior massacre em território nacional, provocando a morte de pelo menos 25 mil pessoas e destruindo mais de 5 mil casebres a fogo. 

O corpo de Antônio Conselheiro foi exumado e teve sua cabeça decapitada para estudos, mas acabou queimada em um incêndio na antiga Faculdade de Medicina, no Terreiro de Jesus, em Salvador, onde estava preservada.

Ainda em homenagem ao acontecimento, os parlamentares já indicaram ao governador Rui Costa (PT) que a Estação do Metrô de Lauro de Freitas, prevista para ser inaugurada em março do próximo ano, seja batizada como Estação Antônio Conselheiro.

Ascom-MST