"O Mundo vai se acabar em outubro", diz Cientista

Escrito por Luiz Washington . Publicado em Internacional

AAsy0K5O numerólogo David Meade, famoso por suas teorias conspiratórias baseadas em relações numéricas de textos bíblicos, acaba de divulgar uma nova data para o fim do mundo: 15 de outubro de 2017. A previsão vem depois de o americano tentar emplacar a ideia de que um misterioso planeta chamado Nibiru, ou Planeta X, colidiria com a Terra no último sábado, extinguindo completamente a humanidade. Como aparentemente nenhum evento apocalíptico ocorreu no nosso planeta, Meade decidiu rever os cálculos e chegou à nova data. A teoria conspiratória é a mesma que ele tentou difundir em 2012 e que, na época, foi desmentida por um cientista da Nasa.

Em seu website, Meade explica que sua previsão original sobre o fim do mundo em 23 de setembro marcava, na verdade, o dia que deu início a uma série de eventos catastróficos que eventualmente levarão à morte da Terra. A “ação real” deve começar só no mês que vem.

“Não deve acontecer nada em setembro”, escreveu ele. “É possível que, no fim de outubro, estejamos prestes a entrar no período de tribulação de sete anos, para ser seguido por um milênio da paz.”

Em 2012, quando Meade tentou convencer a população de que o mundo acabaria em dezembro, o pesquisador David Morrison, do Instituto de Astrobiologia da Nasa, teve de publicar um vídeo em seu canal no YouTube desmentindo a história para acabar com os mais de vinte e-mails semanais que entravam em sua caixa perguntando sobre o Planeta X.

“Se o planeta estivesse tão perto, seria brilhante e facilmente visível a olho nu. Todos nós poderíamos vê-lo. Se Nibiru fosse real e se fosse um planeta com uma massa substancial, ele já perturbaria as órbitas de Marte e da Terra. Veríamos mudanças por causa desse objeto entrando no sistema solar interno”, afirmou na gravação.

Arquivado em: Ciência

correiobraziliense/Foto: Divulgação

Missas podem ganhar sotaques regionais

Escrito por Luiz Washington . Publicado em Internacional

papa francisco 20170405 piO Vaticano divulgou um importante texto com força de alterar o Código de Direito Canônico. Chamado de motu proprio, quando é criado por iniciativa exclusiva do papa, o documento deu às conferências episcopais (a CNBB no Brasil, por exemplo) a incumbência de adaptar os livros litúrgicos, aqueles usados nas missas, nos casamentos e nos batizados, por exemplo. 

Até então, as conferências basicamente os traduziam. Na prática, as cerimônias católicas poderão adotar uma linguagem mais próxima à realidade do fiel, como a adoção de expressões locais – sem, obviamente, ferir o rito romano. Os textos editados têm ainda de ser enviados para a Santa Sé, mas não serão mais revisados – e, sim, confirmados. A medida é, sem dúvida, modelo de descentralização do poder romano. O motu proprio de Francisco, porém, provoca outro impacto tão ou mais significativo sob ponto histórico: o desestímulo das missas em latim, conhecidas como tridentinas. O rito vinha ganhando fôlego na Santa Sé nos últimos anos.

O motu proprio de Francisco também surge para aplacar as chamadas “guerras litúrgicas”, que ganhou força sobretudo no prelado americano. O termo refere-se a uma série de batalhas internas sobre como o culto católico deveria parecer e soar em inglês. De um lado, os progressistas em favor de textos que refletissem as sensibilidades modernas. De outro, os conservadores que defendiam que a reformulação pós-Vaticano II da liturgia havia cedido demais à modernidade secular e não era mais fiel aos textos originais em latim.

Rádio Vaticano

Mais um terremoto no México

Escrito por Luiz Washington . Publicado em Internacional

terremotodomingomexicoUm sismo de magnitude 5,9 atingiu o litoral oeste do México neste domingo (24). A informação é do Centro de Alerta de Tsunamis do Pacífico. Segundo o Serviço Sismológico Nacional do país, o terremoto ocorreu a 99 quilômetros do município de Tonala, no estado de Chiapas. 
 
Este foi o terceiro terremoto sofrido pelo México em cinco dias. Na última terça-feira (19), um sismo de categoria 7,1 causou a morte de mais de 300 pessoas na capital do país. No sábado (23), a região central e sul passou pelo problema após terremoto de magnitude 6,4 graus na escala Richter - a cidade atingida foi Ixtepec, no estado de Oaxaca.

 

 

Fonte: NMB

Saída de Neymar ainda causa indigestão em Barcelona

Escrito por Luiz Washington . Publicado em Internacional

20170906160522407255uÉ com dificuldade e hipocrisia que os dirigentes do Barcelona, acompanhados dos cartolas da Liga Espanhola, estão lidando com a transferência de Neymar para o Paris Saint-Germain. Consternados com a mudança de clube do brasileiro, os dirigentes ainda procuram a imprensa para atacar o atacante e o pai dele.

O anúncio oficial da contratação do brasileiro pelo clube francês completou um mês no último dia 3, tempo que parece não ter sido necessário para a digestão do assunto pelas pessoas que "perderam" o jogador.
Há pouco mais de quatro anos, Neymar chegava ao Barcelona, saindo do Santos, após uma negociação rodeada por dúvidas. O valor divulgado foi de 57 milhões de euros. Desta quantia, o Santos recebeu apenas 17 milhões. O restante foi depositado "a uma sociedade", supostamente de propriedade do pai do jogador.
A transferência de Neymar para o clube catalão fez com que Jordi Cases, um dos sócios do Barcelona, entrasse na justiça contra o então presidente do Barça, Sandro Rosell, para exigir explicações sobre supostas irregularidades na negociação. Rosell renunciou á presidência após a investida de Cases.
Em dezembro de 2016, o Tribunal de Justiça de Barcelona divulgou a sentença definitiva, com um acordo entre o Barcelona e a fiscalização espanhola. Na soma de débitos e multas, o Barça teve de pagar um total de 6 milhões de euros, R$ 21 milhões na cotação da época.
Em resumo, pode-se afirmar que a contratação de Neymar pelo Barcelona foi, no mínimo, polêmica. Muito menos polêmica, por exemplo, que o pagamento de uma multa rescisória contratual, maneira que o PSG encontrou para driblar a resistência catalã e colocar o brasileiro em seu elenco. 
O pagamento da multa, porém, não foi tão simples assim para os catalães, que volta e meia procuram a imprensa para criticar publicamente o craque e o pai dele. Josep Maria Bartomeu se culpa de forma irônica pela saída do atacante. "A primeira autocrítica que fazemos é ter acreditado em Neymar e em seu pai. Eles não trabalharam de forma adequada", disse recentemente ao Mundo Deportivo, jornal catalão que, apesar de não ser a assessoria de imprensa do Barça, às vezes age como tal.
O Barcelona parece não ter digerido a condição de coadjuvante que provavelmente terá na temporada, após deixar de ser um dos favoritos para as conquistas mais importantes da temporada. A fase espetacular do Real Madrid certamente colabora para o desespero azul e grená, de um clube incapaz de tirar Philippe Coutinho do Liverpool.
É até comum que alguns dirigentes sintam a perda de alguns jogadores importantes e recorram à imprensa para lamentar as saídas. O fato novo, no caso Neymar, é que o presidente da Liga de Futebol Profissional da Espanha, Javier Tebas, parece ter tomado as dores do Barcelona e atacou publicamente o PSG e o novo camisa 10 do clube parisiense. "O PSG está burlando o sistema, eles estavam mijando na cama ou na piscina. Pois Neymar foi ao trampolim e mijou na piscina. Não podemos tolerar isso - disse, durante a convenção mundial de investidores do futebol, a Soccerex, em Manchester. A principal reclamação de Tebas é que o clube francês não está respeitando o fairplay financeiro, conjunto de regras que limita os gastos das equipes do continente.
Ele ainda ironizou a maneira com que o Paris Saint-Germain ganha dinheiro. "O PSG só precisa abrir o gasoduto, foi isso que fizeram nos últimos quatro anos", fazendo referência ao Catar, líder mundial em produção de gás e país do dono da equipe de Neymar, Nasser Al-Khelaïfi.
Curioso, especialmente tratando-se do Barcelona, clube que, até a última temporada, não tinha vergonha alguma em utilizar os milhões de euros pagos pelo ex-patrocinador master, a Qatar Airways, empresa aérea do Catar.
Enquanto é isso, Neymar já caiu nas graças do torcedor parisiense, marcou três gols pelo novo clube e parece pouco se importar com a opinião de Bartomeu e companhia. Inclusive, após o presidente catalão afirmar que errou em confiar nele, o brasileiro se referiu ao dirigente como uma "piada". E, como toda boa piada, ainda que essa seja de mau gosto, há motivo para risadas. 
Se os incomodados acreditam em irregularidades no maior negócio da história do futebol, que os meios legais sejam acionados e que esses, órgãos competentes para tal, possam julgar e, caso necessário, punir o Paris Saint-Germain. 
 
*Estagiário sob a supervisão de Braitner Moreira/Foto: Divulgação

Prefeito chinês em reunião com Rui Costa diz:..

Escrito por Luiz Washington . Publicado em Internacional

t chi..."Vamos  estudar e aprender com a Bahia"

Após conhecer o porto da cidade de Tianjin neste domingo (3), na China, o governador Rui Costa se reuniu com o prefeito do município chinês, Wang Dongfeng, o vice-prefeito de Tianjin, Zhao Haishan, e outras autoridades locais. Durante o encontro, o gestor municipal disse que Tianjin e a Bahia têm uma relação muito amistosa e um intercâmbio frequente na área do comércio.

"Eu acredito que a Bahia tem boas ações em desenvolvimento e, através dessa visita do governador Rui Costa, eu quero ampliar a cooperação, em especial, no intercâmbio de tecnologia, portos e ferrovia para alcançarmos benefícios mútuos. Vamos estudar e aprender com a Bahia. As empresas de Tianjin podem investir mais na Bahia, que tem um mercado enorme", afirmou Wang Dongfeng.

O governador Rui Costa disse ao prefeito de Tianjin que acredita que o Porto Sul e a Ferrovia Oeste-Leste vão aproximar a Bahia e Tianjin. "Com isso, estaremos construindo uma alternativa de tráfego ao Canal do Panamá e aumentando as negociações entre Brasil e China", disse o gestor baiano.

Ainda segundo Rui, o desejo do Governo do Estado é, em parceria com o governo de Tianjin, poder replicar na área do Porto Sul, em Ilhéus, a Zona de Livre Comércio que existe em Tianjin. "Temos um espaço de cooperação com enorme potencial para crescer. Já temos um comércio extenso com a China tanto exportando quanto importando. Desejamos aumentar essa integração e nossa visita aqui foi para buscar investimentos. Queremos convidar as empresas chinesas para aumentar a parceria conosco. Além da área comercial e econômica, nosso desejo é fazer intercâmbio na área social, em saúde e educação. Há um desejo latente de firmar parcerias cada vez mais fortes a partir de hoje", comentou o governador.

Em julho deste ano, Rui assinou em Salvador um memorando de entendimento com o Governo de Tianjin. O documento visa promover cooperação nas mais diversas áreas, como o comércio e a indústria. Também em julho deste ano, a comitiva do Governo de Tianjin, além de passar por Salvador, foi a Ilhéus para conhecer a Zona de Processamento de Exportação e demonstrou interesse em estreitar as relações bilaterais. Acompanharam Rui Costa na reunião deste domingo, em Tianjin, os secretários estaduais Bruno Dauster (Casa Civil), Fábio Vilas-Boas (Saúde), Walter Pinheiro (Educação) e Jaques Wagner (Desenvolvimento Econômico).

Secom Bahia Foto: Carlos Prates/ GOVBA