MST iniciam marcha até o CAB

Escrito por Luiz Washington . Publicado em Notícias

Integrantes do MST iniciam marcha até o CAB; trânsito fica congestionado

RTEmagicC d8b6b63871.jpgOs integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais sem Terra (MST) da Bahia iniciaram na manhã desta terça-feira (17) a marcha pela capital baiana. Eles começaram a caminhada às 6h30, pela rodovia BR-324, ocupando duas faixas. As seis mil pessoas que participam da marcha estavam acampados nas margens da rodovia desde ontem.

Ainda de acordo com a Transalvador, a marcha segue pela Avenida ACM, Iguatemi e Avenida Paralela, até chegar ao Centro Administrativo da Bahia (CAB), onde entregarão a pauta de reivindicações à Governadoria do Estado. Apesar de ter uma via livre para o tráfego de veículos, o trânsito na região de Pirajá está congestionado. A Transalvador montou uma operação especial para acompanhar a marcha.

Em caminhada desde a última segunda-feira (9), a marcha foi iniciada em Feira de Santana. O ato quer chamar a atenção do Poder Público para a violência no campo, o avanço do agronegócio na região e a necessidade de reforma agrária.

De acordo com a coordenação do MST na Bahia, os manifestantes já passaram pelos municípios de Simões Filho, Amélia Rodrigues e Candeias. A previsão é que eles percorram mais de 100 quilômetros ao chegarem à capital baiana ainda hoje.

Reivindicações
A marcha faz parte das ações relacionada à Jornada Nacional de Lutas pela Reforma Agrária, iniciada na semana passada. Segundo o MST na Bahia e a articulação dos movimentos sociais de Feira de Santana, a caminhada também tem como objetivo denunciar a falta de atenção das autoridades municipais com a estruturação do Centro de Referência e da Casa Abrigo de Feira de Santana, a redução do orçamento referente à agricultura familiar e reivindica a construção de creches pelo Programa Brasil Carinhoso.

 

(Foto: Mauro Akin Nassor/CORREIO)

Começa construção do Centro Cultural Palco das Artes

Escrito por Luiz Washington . Publicado em Notícias

Começou nesta quarta-feira, 11, a construção do Centro Cultural Palco das Artes. A obra será erguida no bairro Vila Nova. A primeira etapa do projeto terá a implantação de um auditório para 432 pessoas, biblioteca e sala multiuso.

A construção é resultado de um TAC (Termo de Ajuste de Conduta) celebrado entre Ministério Público, Prefeitura de Porto Belo e a empresa Itacol Loteamento de Terrenos. Nesta fase do projeto, serão 932 metros quadrados de área construída.

O espaço será utilizado para apresentações culturais e também para oficinas da Fundação de Cultura, entre outras atividades. O prefeito Evaldo Guerreiro destaca a importância do projeto de revitalização. "O Palco das Artes faz parte da história da nossa cidade. Por muitos anos ficou no esquecimento e agora, nesta parceria, voltará a dar novas alegrias para todos os nossos moradores", explicou o prefeito.

No acordo firmado, o município ficou responsável pelo terreno, projeto e licenças necessárias para a obra. Já a empresa, terá que realizar o projeto dentro dos padrões exigidos pela Prefeitura de Porto Belo.

 

Comunicação